PINK MONEY: POTENCIAL, OPORTUNISMO E REPERCUSSÕES

O termo Pink Money foi criado para ilustrar o potencial de consumo da comunidade LGBTI+ e, ao longo dos anos, se tornou uma grande oportunidade mercadológica para as marcas. De acordo com o Censo de 2010,  existem cerca de 67 mil casais formados por pessoas do mesmo sexo no país, representando quase 0,2% da população. Apesar disso, ainda existem poucos dados sobre esse grupo populacional.

Uma das primeiras marcas a abordar o grupo LGBTI+ foi a Absolut Vodka em 1981, nos Estados Unidos. Outras marcas que também já lançaram campanhas pensadas para esse público foram Gap, Tiffany, Burger King, Doritos,  Mac Cosmetics, Make Up Forever, Avon e Natura. De acordo com pesquisa feita pela inSearch em 2016, o segmento gasta 71% mais do que o público hétero com cosméticos e 48% mais com entretenimento.

 

Foto: Brian Kyed

 

Com tantas empresas se posicionando a favor da causa LGBTI+, surgiu, principalmente nos últimos anos, o questionamento sobre as intenções por trás de algumas campanhas. Algumas pessoas consideram que, apesar de darem visibilidade para a causa, as campanhas muitas vezes não passam de oportunismo. Com isso, foi criado o termo pinkwashing, que consiste em mostrar a inclusão de uma maneira oportunista.

A discussão que se levanta com essas críticas consiste no fato de que empresas que promovem inclusão devem ser, de fato, inclusivas em suas atitudes fora das campanhas. Isso inclui dizer que os funcionários da empresa também devem representar a diversidade vendida nas propagandas.

 

Foto: Tanushree Rao

 

Outro ponto que merece discussão é a repercussão de algumas campanhas, como da Omo e do O Boticário, que sofreram ameaças de boicote em suas redes sociais por retratarem o amor em sua diversidade. Essa reação de alguns grupos mostra como nem sempre o público da marca está de acordo com a causa LGBTI+ e destaca a importância de se estudar o público para definir como a questão será tratada, permitindo que o tema seja tratado sem ataques de ódio que podem fazer com que algumas marcas abandonem esse posicionamento.

 

Conta para a gente, qual a sua opinião?

 

Siga-nos no Facebook e Instagram.

ARTIGO RELACIONADO

Written By

Botica Beauté

administrator

Be the first to comment “PINK MONEY: POTENCIAL, OPORTUNISMO E REPERCUSSÕES”

"" was added to wishlist